Os postos médicos de Arrimal e Mendiga estão sem médico desde o passado dia 1 de abril. O clínico aposentou-se ficando os utentes sem médico de família. O Portomosense contactou a Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) que esclareceu que «o Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Litoral e a ARSC estão a desenvolver procedimentos de forma a que o médico aposentado possa continuar o exercício de funções durante mais um período de tempo».

Contactado também o presidente da Junta da União de Freguesias de Arrimal e Mendiga, Jorge Paulo Carvalho não quis adiantar muita informação, dizendo apenas que, apesar de não ser uma competência da junta, a mesma está «a trabalhar para encontrar soluções».

Alqueidão retoma funcionamento

Na resposta enviada ao nosso jornal, a ARSC disse ainda que no caso da extensão de saúde do Alqueidão da Serra, que tem tido médico de forma intermitente e que até chegou a fechar por falta de administrativo, «prevê-se que retome o normal funcionamento em breve, com o regresso da médica», acrescentando que «os utentes desta unidade têm tido como alternativa o Centro de Saúde de Porto de Mós, a quatro quilómetros de distância».