Porto de Mós, juntamente com Batalha, Leiria e Marinha Grande está a elaborar uma candidatura para um projeto «no âmbito da mobilidade suave» com o objetivo de ligar estes quatro municípios «através de uma ecovia junto ao rio Lena». Este projeto não tem intenções apenas ao nível «do lazer» mas é sim uma tentativa de permitir às pessoas a «possibilidade de se deslocarem para o trabalho de bicicleta entre concelhos». O presidente da Câmara de Porto de Mós, Jorge Vala, acredita que se as pessoas «tiverem as condições certas» vão, cada vez mais «começar a caminhar e a andar de bicicleta».

O autarca prevê que os «custos associados aos combustíveis fósseis vão passar a ser incomportáveis» no futuro e por isso está «certo» de que estas ecovias vão ser «utilizadas». Neste sentido, Porto de Mós está também a pensar num plano de mobilidade interno, com a «ligação da vila à zona industrial» através de uma ecovia. Jorge Vala explica que isto vai «proporcionar, também, que as pessoas que vivem no concelho se possam deslocar noutros meios, a pé ou de bicicleta» entre a «sua morada e o local de trabalho».