Fernando Vieira, criador de aves exóticas, natural de Serro Ventoso, acaba de juntar ao seu currículo mais dois títulos de campeão mundial.

O criador de amazona aestiva, nome científico dos papagaios de fronte azul, participou no 67.º Campeonato do Mundo de Ornitologia, com cinco aves e trouxe de lá um primeiro lugar a título individual e um outro por equipas, feito que repete pelo segundo ano consecutivo.

Em declarações a O Portomosense, Fernando Vieira mostrou-se bastante satisfeito com o resultado alcançado e confessou que no caso da ave que venceu a nível individual a sua expectativa era um terceiro lugar, por isso o título mundial teve, para si, um sabor ainda mais especial.

O Campeonato do Mundo de Ornitologia decorreu de 10 a 13 de janeiro na cidade holandesa de Zwolle contando com a participação de milhares de aves, divididas não só por espécies mas dentro delas, por várias classes. Portugal esteve representado com 166 expositores, que levaram a concurso 1323 aves, e arrecadou vários títulos mundiais.

A dupla vitória de Fernando Vieira foi conquistada já em 2019 mas o concurso diz respeito à “época” de 2018, tendo sido o culminar de um ano em cheio para o criador de aves portomosense. Não fora o facto de, nesse mesmo ano, lhe terem roubado quatro casais de aves, 2018 teria sido um ano perfeito já que das várias provas nacionais e internacionais em que participou trouxe um total de 13 primeiros lugares, três segundos e outros tantos terceiros lugares.

isidro bento | texto e foto