João Leitão, CCR Dom Fuas

João Leitão é o novo treinador da equipa sénior de futsal do Centro Cultural Recreativo Dom Fuas (CCR Dom Fuas). Sangue novo no comando técnico representa «mudanças de atuação perante os jogadores», frisa João Leitão, que pretende «introduzir novos métodos de trabalho, realizar treinos diferentes», aproveitando ao máximo o potencial dos jogadores para atingir objetivos como «a subida de divisão e a vitória jogo após jogo», realça.

O treinador acredita que a sua equipa tem potencial para «chegar longe» e que o caminho para o sucesso depende do trabalho de todos, da equipa e do treinador, frisa. «O clube nunca conseguiu alcançar os seus objetivos, nos últimos anos» e, por isso, João Leitão quer implementar mudanças, de forma a levar a equipa mais longe. «Pretendo melhorar principalmente na parte desportiva, em termos de resultados e de classificações», são os desejos de João Leitão para esta próxima época, para a qual já começaram a treinar no passado dia 1 de setembro, avança. Um dos dirigentes do clube, Luís Inácio, será também uma peça importante no trabalho a desempenhar com os jogadores, revela o treinador, salientando que estará a auxiliá-lo na sua função.

Chegar à final four da Taça do Distrito, que é uma competição «que traz mais gente, mais visibilidade ao clube e aos jogadores» é outra das ambições do treinador do CCR Dom Fuas, que está focado no caminho que delineou para a equipa, e em levar «o nome do clube onde eles [jogadores] merecem». João Leitão considera que a conjuntura é favorável e que têm tudo para realizar um bom trabalho, durante esta próxima época, com um «bom grupo, boas condições e, claro com as pessoas que trabalham em volta do futsal que também são muito importantes», frisa.

O CCR Dom Fuas vai começar esta época a defrontar o Alvorninha B, a contar para a 1.ª Divisão, Série B 2022/2023, no dia 8 de outubro, no Pavilhão Multi Desportivo D. José Policarpo.

Carlos Raimundo, Juncalense B

Carlos Raimundo, o novo treinador do Juncalense B, vai ter esta época uma nova experiência, sendo que é a primeira vez que lidera uma equipa de seniores. «Fui o primeiro treinador dos infantis do Juncalense e, a partir daí, só tive um ano de interrupção, em que não estive no ativo», avança o treinador, acrescentando que já esteve em vários escalões, trabalhando com iniciados, juniores e juvenis.

Carlos Raimundo começa por explicar que a equipa B tem uma especificidade: «Serve para lançar os jogadores que estão na equipa de juniores e os jogadores que não tiveram logo entrada no plantel A», dando-lhes, assim, oportunidade de continuarem o seu processo de evolução no clube, aponta. A equipa B é, assim, constituída «por três jogadores que não são convocados da equipa A e complementada com os jogadores sub20 que ainda podem jogar na equipa de juniores». O objetivo é que os jogadores progridam «o máximo possível», tanto a nível individual, como coletivo, para posteriormente integrarem a equipa principal, avança. O treinador refere ainda que os resultados dos jogos são importantes para a equipa, no entanto, a preocupação principal está em preparar o melhor possível os jogadores para que consigam a transição para a equipa A, frisa. «Esta é também uma forma de aproveitarmos a matéria-prima que vem desde os petizes aos seniores», evitando a paragem dos jogadores, completa.

O treinador adianta que o trabalho com a equipa já começou e a «matéria-prima que tem para trabalhar, neste momento é muito boa», realça, acrescentando que muitos dos jogadores que integram agora a equipa B do Juncalense já conhecem o seu trabalho por já ter estado com ele em escalões abaixo, refere. Carlos Raimundo considera-se «um treinador exigente», mas refere que há tempo para tudo: «Quando é hora de divertimento, divirto-me com eles, quando é hora de trabalho é para trabalhar, é este o meu método», avança o treinador.

A equipa B está inserida na série B da 1.ª Divisão e irá jogar em casa o seu primeiro jogo desta época, no dia 5 de outubro frente, a Os Nazarenos.