A Academia Antero Nobre de Artes e Letras, sediada na freguesia de Pedreiras, está a promover a 16.ª edição do Concurso Literário, que este ano vai homenagear seis «grandes poetas já falecidos». O «patrono deste certame» é o padre António Correia Martins, membro honorário da Academia.

Podem participar neste concurso «todas as pessoas maiores de 16 anos, independentemente da nacionalidade, desde que cumpram» o regulamento e o «façam em Língua Portuguesa», explica a organização. O número de trabalhos apresentado por cada concorrente é «ilimitado», no entanto «cada trabalho deverá ser inédito, enviado em duplicado (papel A4) e subscrito por pseudónimo diferente de trabalho para trabalho». «As produções» devem ser «acompanhadas de um envelope fechado, com apenas a indicação do pseudónimo no exterior e o nome, morada, telefone e e-mail no interior».

Os concorrentes vão poder participar em seis modalidades diferentes e o prémio é também atribuído por entidades diferentes, que formam a organização deste concurso. A primeira modalidade é o Soneto, com o tema Exaltação a Porto de Mós para homenagear o poeta Palma Rodrigues. O primeiro prémio será atribuído pelo Município de Porto de Mós. Os concorrentes podem também participar na modalidade Sextilha com Acróstico, seguindo o tema Exaltação à Vila do Juncal, numa homenagem a Álvaro Cavaco. «Os seis versos da sextilha terão como iniciais as seis letras que compõem o nome J-u-n-c-a-l» e o primeiro prémio será atribuído pela Freguesia do Juncal. A terceira categoria é a Quadra com o tema Exaltação a Pedreiras, para homenagear o poeta Mário Graça. O primeiro prémio é atribuído pela Freguesia das Pedreiras. Segue-se a modalidade Poesia Lírica, com o intuito de homenagear a poetisa Maria Pia. O tema é livre e a escolha do primeiro prémio está a cargo da Associação Nacional de Poetas e Prosadores. «A poesia deverá ser dactilografada a 1,5 espaço, sem ultrapassar as 28 linhas», refere a academia. Há ainda a categoria de Quadra Popular, também de tema livre, homenageando Manuel Abrantes. A quadra deve ser escrita em «redondilha maior, rima ABAB». O prémio será atribuído pela Regiona Esperanto Asocio. Por fim, há a modalidade Conto, com tema livre, para homenagear a poetisa Lourdes Agapito. Os concorrentes devem escrever «o conto, dactilografado a 1,5 espaço» que «não deverá exceder as quatro páginas». A Academia Antero Nobre atribuirá o primeiro prémio.

Os trabalhos devem ser enviados pelo correio, sem indicação do remetente e até ao dia 15 de julho para: «XVI Concurso Literário Internacional da Academia Antero Nobre Beco da Lagoa, n.º 1 2480-068 Juncal VI». Os premiados e «apenas esses» vão ser contactados por carta, telefone ou e-mail, «e avisados sobre hora, dia e local da cerimónia de entrega dos prémios, que terá lugar na vila do Juncal». A data da cerimónia vai depender «da evolução da pandemia», mas está prevista o dia 25 de setembro.