Início » Alqueidão da Serra com fibra ótica em abril

Alqueidão da Serra com fibra ótica em abril

24 Fevereiro 2023
Bruno Fidalgo Sousa

Texto

Partilhar

Bruno Fidalgo Sousa

24 Fev, 2023

A freguesia de Alqueidão da Serra vai ter, em princípio e segundo o presidente da Câmara Municipal de Porto de Mós, Jorge Vala, a totalidade do seu território coberta pela rede de fibra ótica «até ao final do primeiro trimestre» deste ano. A freguesia serrana tinha visto parte da sua área territorial ficar de fora do acordo de entendimento de 2020 com a Altice. Agora, fruto de um memorando de entendimento com a empresa Dstelecom, que em agosto de 2022 se propôs a concluir os trabalhos no prazo de um ano e meio, vai mesmo ficar completa a cobertura de fibra ótica em Alqueidão da Serra, através de uma rede instalada por essa empresa comercial «para depois fazer o negócio com outras operadoras», explicou Jorge Vala a O Portomosense.

E o processo «está a avançar em todos os locais» do concelho que também não têm uma rede completa de fibra ótica, embora existam «algumas condicionantes que têm essencialmente a ver com dificuldades de licenciamento por parte do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) nalgumas zonas, onde é necessário passar postes (“para minimizar o impacto [ambiental]”) e o ICNF não está autorizado». O prazo é afetado pela execução de outros municípios, já que, de acordo com o autarca, a base do investimento, em Alcaria, «é também um centro de distribuição para outros concelhos, mais a sul», como Alcanena. Jorge Vala sublinha que, neste processo, «a única coisa que fez o Município foi a tentativa de antecipar investimentos, são investimentos privados, somos parte na facilitação, na abordagem ao território relativamente a estes investimentos, pela importância que têm, e também porque achamos que é um serviço público fundamental», considera.

“Investimento liga freguesias ao digital”

«Hoje, percebe-se com facilidade, até porque se está a acentuar o teletrabalho, que trabalhar aqui ou em Lisboa é indiferente se houver boas condições de comunicação», explica Jorge Vala. O autarca quer «que aqueles que são de cá regressem e que possam usufruir do seu território e trabalhar nas mesmas condições do que se trabalhassem noutro sítio qualquer». Para isso, necessitam de uma rede de fibra ótica que os sirva, mas também de uma rede móvel capaz de o fazer. Daí que «agora é tentar fazer força para que a totalidade do concelho fique coberta com rede móvel em condições», diz o presidente. Para o efeito, «estão a ser instaladas no concelho quatro antenas, para servir melhor as populações»: «Duas em São Bento, uma em Serro Ventoso e outra nas Pedreiras», adianta Jorge Vala. O autarca não conhece prazos, dado serem «investimentos privados», mas pensa que já estão a ser instaladas, adiantando ainda que é a Vodafone que está a instalar a antena nas Pedreiras.

Já quando questionado se esta implantação vem algo tarde dentro de um contexto nacional, Jorge Vala acredita que não: «A generalidade dos concelhos está como nós, em territórios de baixa densidade os investimentos estão previstos a partir de agora, a partir de 2023 até 2027. Nós conseguimos antecipá-los, estamos à frente e não tenho dúvidas que ficámos à frente porque os territórios de baixa densidade são os mais apetecíveis neste momento [para as empresas investirem]». O autarca sublinha, sem hesitações, que «este investimento vai ligar todas as freguesias [do concelho] ao mundo digital»: «Tendo fibra ótica disponível, não tenho dúvidas que [Porto de Mós] dará um passo gigante», diz.

Revisão | Catarina Correia Martins

Assinaturas

Torne-se assinante do jornal da sua terra por apenas: Portugal 19€, Europa 34€, Resto do Mundo 39€

Primeira Página

Publicidade

Este espaço pode ser seu.
Publicidade 300px*600px
Half-Page

Em Destaque