Foto: Portuguese Times

Manuel Pedroso, natural de Alvados e há várias décadas emigrado nos Estados Unidos da América (EUA), foi homenageado como “Homem do Século” nas comemorações do Dia de Portugal em Rhode Island, tendo, por isso, sido convidado de honra para as cerimónias oficiais na State House, em Providence. A notícia chegou-nos pela mão de um outro alvadense, que trazia consigo o Portuguese Times, um jornal local em português, que na sua edição de 5 de junho destacava Manuel Pedroso.

O homem é proprietário de um estabelecimento comercial muito popular na zona, o Friends Market, no qual recebe «desde o jardineiro da Brown University [uma das mais conceituadas universidades dos EUA] aos estudantes das mais diversas nacionalidades a professores catedráticos, embaixadores, secretários de Estado e mais nomes sonantes onde teremos de realçar o nobel da Literatura, o saudoso José Saramago», pode ler-se na notícia publicada.

Emigrado desde 1943, Manuel Pedroso disse ao Portuguese Times que não encontrou «a América que é hoje. Todo o mundo evoluiu e os EUA são disso o maior exemplo» e considera que esta «continua a ser uma terra com que toda a gente sonha». Assim que chegou aos Estados Unidos, foi na construção naval que encontrou o seu ofício: «Comecei a ganhar 90 centavos/hora o que já era muito bom», lembra. Foi em Fox Point, um «bairro de grande percentagem portuguesa», que se fixou e onde se mantém, «passados mais de sessenta anos».

Em 1946 escolheu estabelecer-se por conta própria, abrindo o Friends Market, que ainda hoje se encontra em funcionamento e no qual continua a trabalhar. «Já somo 100 (quase) anos. Gosto do que faço pelo que nunca pensei em reforma. Sou um “rapaz novo”, pelo que gosto de lidar com novos e mais idosos para ficar pelo meio», afirma ao jornal.