À semelhança do que tem acontecido em anos anteriores, com a exceção do último, o presidente da Junta de Freguesia de Serro Ventoso, Carlos Cordeiro, voltou a viajar até Espanha para marcar presença na Feira de Nadal Galo e Galiña de Curral que decorreu em Vila de Cruces, a capital do Galo de Curral, no passado dia 22 de dezembro. Esta viagem “relâmpago” do autarca serrano a Espanha foi feita no âmbito do intercâmbio gastronómico, em torno do galo, que há vários anos une as duas localidades. «Faz parte das boas relações estarmos presentes. É o fortalecer da amizade entre Serro Ventoso e Vila de Cruces. É sempre bom estas partilhas», considera.

Esta edição do festival foi adaptada às condicionantes provocadas pela pandemia e desta vez não houve a habitual degustação do galo. Assim, o evento passou, essencialmente, pela venda de galos de espécie autóctone, um dos produtos tradicionalmente mais consumidos em Espanha por ocasião do Natal. Além da participação no festival, o presidente da Junta de Serro Ventoso fez questão de levar na bagagem o galo mascote do Festival do Galo e que fez sorrir os mais pequenos. «Fomos visitar os miúdos às escolas e foi uma festa brutal, ficaram todos contentes», conta.

No próprio dia do festival, Julio López, tenente Alcalde de Vila de Cruces, fez uma publicação na sua página de Facebook, na qual agradeceu a presença de Carlos Cordeiro, e que vinha acompanhada de várias fotografias da sua passagem por Espanha. Por sua vez, o autarca serrano mostrou-se lisonjeado por este reconhecimento e prometeu voltar em junho para marcar presença na Festa Gastronómica do Galo de Curral. E, se tudo correr bem, não irá sozinho. «Estivemos a pensar em levar uma equipa de Serro Ventoso para ir lá jogar futebol», revela.

Receitas do Festival do Galo voltam a reverter para associações

Esta visita acontece depois de o Alcalde de Vila de Cruces ter vindo a Serro Ventoso, em novembro, para participar no Festival do Galo, cujas receitas revertem a favor das associações locais, como, aliás, já tem vindo a ser hábito. «Entregámos 1 100 euros a cada uma das sete associações da freguesia (cinco fábricas de Igreja, o Grupo Desportivo de Serro Ventoso e a Associação de Pais da Escola Básica e Serro Ventoso)», revelou o presidente da Junta, Carlos Cordeiro.