Com a obrigatoriedade de utilização de máscara de proteção e da recomendação de se manter o distanciamento social, é desta forma que se prevê que os mercados da Batalha e de São Mamede irão reabrir já na próxima segunda-feira, dia 4 de maio. O anúncio foi feito hoje através de um comunicado pela Câmara Municipal da Batalha que revelou a intenção de reabrir vários serviços municipais, tendo por base as medidas do Governo e respeitando as recomendações das autoridades de saúde. “Vamos ter de usar máscara para ir ao mercado ou para ir à escola. Estes equipamentos vão ter uma lotação reduzida e níveis de higienização superiores aos que tinham. Isto é um encargo, mas é fundamental para dar confiança às pessoas”, explica o presidente da Câmara, Paulo Batista Santos.

De forma gradual, maio é assim visto como um mês de viragem no que às medidas de desconfinamento diz respeito. Ainda antes da reabertura dos mercados, os cemitérios vão poder voltar a serem frequentados já no próximo domingo, dia 3. A que segue os serviços de atendimento presencial da Loja do Cidadão e de atendimento municipal. «Em junho, em função da evolução epidemiológica no Concelho da Batalha, estamos a programar a retoma de funcionamento de alguns equipamentos culturais e desportivos, com a consciência de que desconfinamento não significa, por muito e longo tempo, voltar à normalidade», sublinha o autarca.

Debaixo de um manto de incertezas sobre qual será o estado da economia depois de semanas de paralisação quase total, Paulo Batista Santos, no mesmo comunicado, faz questão de recordar que o próximo desafio será a retoma das atividades económicas e para isso, sublinha, «é essencial que os agentes económicos saiam desta fase na melhor situação possível para poderem ser parceiros na fase de relançamento da economia local».