A Câmara Municipal de Porto de Mós aprovou, por unanimidade, na última reunião do executivo, o orçamento para 2022, no valor de quase 25 milhões de euros. «É um dos maiores orçamentos dos últimos anos, este documento reflete a estratégia do atual executivo para os próximos anos», salienta uma nota do município divulgada esta sexta-feira, dia 10.

A área das infraestruturas é uma das duas áreas priorizadas no documento, agora aprovado, onde a Câmara prevê gastar, no próximo ano, 5.966 milhões de euros. Aqui inclui-se o «enorme investimento» na Área de Localização Empresarial (ALE) de Porto de Mós (3,480 milhões de euros), o Saneamento e Abastecimento de Águas (1.486 milhões de euros) e o início da recuperação da Casa dos Calados, na freguesia do Juncal (1 milhão de euros).

No âmbito da Saúde e Ação Social, a ação social escolar é outra das “grandes” prioridades e onde será investido 1 milhão de euros para «financiar a gratuitidade dos transportes, mas também para apoiar nas refeições e prolongamentos». Já nas restantes rubricas Ação Social e Saúde prevê-se um investimento de cerca de 606 mil euros. «Estas prioridades representam mais de 50% das Grandes Opções do Plano (GOP) para 2022, num montante superior a 7,5 Milhões de euros», esclarece a mesma nota.

Segundo preconizam as GOP, no final do mandato, em 2025, é esperado que o concelho de Porto de Mós atinja «uma cobertura em termos de saneamento básico próximo dos 90%, que atualmente rondam os 70%, executando investimentos nesta área em duas zonas essenciais, na freguesia de Pedreiras, Juncal e de Mira de Aire, num investimento total previsto de 12 milhões de euros».