O Município de Porto de Mós publicou na semana passada o Plano de Contingência do mercado semanal, para combate à COVID-19. O documento pretende ser «um instrumento de orientação para a gestão de meios e ações de prevenção e de resposta ao aparecimento de casos suspeitos de infeção», no âmbito do mercado que se realiza todas as sextas-feiras na vila sede de concelho. O plano divide-se em três partes – prevenção, resposta e recuperação – e será ativado pelo presidente da Câmara, que é também o diretor do plano, quando se verificar uma de três situações: existência de diretrizes da Direção-Geral da Saúde nesse sentido, na eminência da proliferação generalizada de casos de COVID-19 na vila; ou aquando do aparecimento de um caso ou suspeita de contaminação no mercado municipal.

O plano, disponível no site da autarquia, será monitorizado e operacionalizado por uma equipa de coordenação constituída pelo presidente da Câmara, o coordenador do Serviço Municipal de Proteção Civil, a autoridade local de saúde e a GNR. Esta equipa tem como missão «acompanhar a evolução da situação; elaborar e divulgar relatórios de situação; promover a disponibilização do plano no sítio do Município na internet; e realizar alterações ao plano de contingência».