Em Porto de Mós, as comemorações do 48.º aniversário da Revolução de 25 de Abril de 1974, além da sessão solene, incluem exposições, espetáculos e a apresentação de um livro e decorrem de 23 a 25 de abril. Porto de Mós e o 25 de Abril: vivências no tempo da Ditadura e da Revolução foi o mote escolhido pela Assembleia Municipal, que organiza o evento em parceria com a Câmara, e que promove ações gratuitas para todas as idades. Esta iniciativa integra o início das comemorações do 50.º aniversário da Revolução dos Cravos, que está já em curso a nível nacional. A sessão solene vai realizar-se às 10h30, de segunda-feira (25 de abril), no Cineteatro e conta com a intervenção da presidente da Assembleia Municipal, dos líderes de bancada e do presidente da Câmara.

As celebrações iniciam a 23 de abril pelas 15h30. Haverá Roda da Leitura – Literatura para a Comunidade. Trata-se de um projeto criado em 2017, que junta conversa, leitura em voz alta e escrita, onde é privilegiado o contacto com a natureza. A atividade vai ser realizada junto à capela de Santo António, na vila sede de concelho, no anfiteatro ao ar livre, e tem como ponto de partida a Biblioteca Municipal. A inscrição é gratuita, mas obrigatória, e pode ser efetuada através do contacto 244 499 653.

No dia seguinte, pelas 21h30, o Cineteatro vai receber um espetáculo de teatro e música. Até amanhã liberdade é um espetáculo de teatro sobre o 25 de Abril, apresentado pela companhia Rituais Dell Arte, com encenação de Miguel Ruivo Duarte.

A 25 de abril, as comemorações têm inicio marcado para as 9 horas, na Praça da República, com o hastear da bandeira nacional. O hino vai ser tocado pela Banda Recreativa Portomosense. Na cerimónia estarão também presentes as Corporações de Bombeiros do concelho, GNR de Porto de Mós e o Regimento de Artilharia nº4. Pelas 9h45, na sede da Junta de Freguesia de Porto de Mós, irá proceder-se a abertura oficial da exposição Porto de Mós e o 25 de abril: vivências no tempo da Ditadura e da Revolução.

Além da sessão solene, o Cineteatro acolhe ainda, pelas 11h45, a apresentação do livro Porto de Mós em duas Guerras, da autoria de José Conteiro. Às 15h30, no mesmo espaço, haverá a apresentação da peça de teatro infanto/juvenil Literaturinha: Romance do 25 de Abril, apresentada pela companhia Teatromosca.

As comemorações contam ainda com diversas exposições. A Praça Arménio Marques recebe uma exposição de rua, com o mote Quotidianos da Revolução: o 25 de Abril no concelho de Porto de Mós, que estará patente de 25 de abril a 22 de maio. Até 29 de junho, as sedes das juntas de freguesia do concelho, acolhem a exposição Porto de Mós e o 25 de Abril: vivências no tempo da Ditadura e da Revolução.

Revisão | Catarina Correia Martins