O concelho de Porto de Mós atingiu, no passado dia 22 de outubro, a marca dos 100 infetados pelo novo coronavírus. De acordo com os dados disponibilizados pelo Comando Distrital de Operações de Socorro de Leiria, na madrugada de ontem, dia 28, o concelho registava 24 casos ativos, 84 recuperados e uma morte, num total de 109 infetados.

O mês de outubro foi, de resto, até agora, aquele em que mais infeções se registaram no concelho, com um total de 44 casos. Já em setembro se havia registado um crescimento exponencial com o registo de mais casos nesse mês do que a soma de todos os meses anteriores. Em setembro houve um total de 37 casos, enquanto que em março (2), abril (8), maio (0), junho (9), julho (3) e agosto (6) se haviam registado 28. Até agora, o mês com menos registos foi maio, em que não se verificou qualquer caso positivo.

O dia 22 de outubro, além de ficar marcado, por atingir a centena de casos positivos, foi também, até agora, o mais trágico no que se refere ao número de casos diários, com sete casos positivos registados. Dia também marcante foi o de 29 de maio em que, dois meses depois do início da pandemia no concelho, se registaram 100% de casos recuperados.

A 13 de março, o presidente da Câmara Municipal, Jorge Vala, ainda antes de se registar o primeiro caso em Porto de Mós, emitiu um comunicado escrito a dar conta da situação, no concelho. Seis dias depois chegava o primeiro comunicado em vídeo, em que o autarca explicava que este seria, a partir dali, o veículo predileto para informar acerca dos casos de COVID-19. O primeiro caso surgiu a 27 de março, sendo essa pessoa o único óbito a registar até agora. A morte foi comunicada a 29 de março.