Início » “Conservação e Restauro da Talha Dourada da Antiga Igreja Matriz de Mira de Aire” vence Orçamento Participativo 2020

“Conservação e Restauro da Talha Dourada da Antiga Igreja Matriz de Mira de Aire” vence Orçamento Participativo 2020

15 Dezembro 2020
Jéssica Silva

Texto

Partilhar

Jéssica Silva

15 Dez, 2020

Chegou ao fim mais uma edição do Orçamento Participativo (OP) de Porto de Mós. Depois de vários meses, eis que o vencedor da 3.ª edição foi conhecido durante a tarde de ontem, dia 14. Das seis propostas a votação, aquela que arrecadou mais votos, um total de 612, foi o projeto de Susana Alexandre Reis: “Preservar o Património é Preservar a Identidade do nosso Concelho: Conservação e Restauro da Talha Dourada da Antiga Igreja Matriz de Mira de Aire”.

Em segundo lugar, mas a longa distância, com 354 votos, ficou o projeto “Requalificação da Lagoa da Portela do Vale de Espinho”, cujo proponente era Gonçalo Costa Cordeiro. No terceiro lugar do pódio, esteve o projeto da autoria de Cristóvão Amado: “Via Pedonal da Lapa – Alqueidão da Serra” que contabilizou um total de 237 votos. A proposta “Horta Comunitária de Porto de Mós”, da autoria de Patrícia Cordeiro Santos, ficou em quarto lugar com 32 votos. “Plantação de Plantas e Arbustos nos Terrenos Baldios na Área do Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros”, cujo proponente foi José Carlos de Jesus Bértolo, arrecadou o quinto lugar com 15 votos. Em sexto e último lugar ficou a proposta do “Banco Local de Voluntariado”, de Rui Pedro Louro Durão, com apenas 11 votos.

A revelação foi feita durante a cerimónia de inauguração do projeto vencedor de 2019, o Ginásio da Escola Secundária de Mira de Aire e que contou a presença de diversas personalidades, entre as quais, a secretária de Estado da Educação, Inês Ramires.

Nota: Leia o artigo completo na próxima edição d’O Portomosense, nas bancas a 22 de dezembro

Publicidade

Este espaço pode ser seu.
Publicidade 300px*600px
Half-Page

Primeira Página

Em Destaque