Foto: Jéssica Moás de Sá

Está prevista para o próximo mês de setembro a inauguração do miradouro que está a ser construído na Corredoura, às portas de Porto de Mós e que, de acordo com nota de imprensa da Câmara, vai «embelezar a entrada da vila». Esta obra está ser feita ao lado da Nacional 243, entre o cruzamento com a estrada que dá cesso à antiga fábrica Ricel e a EB2 Dr. Manuel de Oliveira Perpétua.

O Vice-presidente da Câmara Municipal de Porto de Mós, Eduardo Amaral, explicou, em declarações a O Portomosense que este «não será um simples miradouro», mas é também «a ligação que faltava entre duas pontas de um passeio» para permitir «a mobilidade e circulação de pessoas», num espaço próximo «de uma escola». Este era, segundo o autarca, um local de algum «risco» devido ao «talude», onde não havia «qualquer proteção à berma», problema que se atenua com esta construção.

A obra insere-se num projeto mais amplo «de miradouros» que o Município quer «lançar para o concelho», no qual, além desta obra, vão constar um miradouro em Chão das Pias e em Santo António. Em relação a algumas críticas que se tem ouvido acerca do real interesse deste projeto e quanto ao facto de estar orçado em mais mais de 100 mil euros, Eduardo Amaral afirma que estas «fazem parte da sociedade», mas que é «melhor estar sujeito à crítica fazendo do que não fazendo», lembrando ainda que este é «um projeto de continuidade do anterior executivo».

Este espaço vai contemplar a construção de muros, passeios, drenagem pluvial, estacionamento e a zona de miradouro. O investimento feito pelo Município de Porto de Mós está orçado em 115 386 euros.