A Mendiga lidera a Divisão de Honra depois de ter vencido, na passada sexta-feira, a Quinta do Sobrado, por 1-5. Contudo, a derrota na jornada anterior no dérbi diante o Juncalense obriga a turma de Luís Mota a pegar na calculadora, já que tem três pontos que o GRAP, equipa que ocupa o segundo lugar e tem menos um jogo disputado. Ainda assim, em caso de igualdade, a Mendiga tem vantagem no confronto direto, tendo vencido na primeira volta por 6-0, e perdido por 6-4, nos Pousos.

Em relação ao dérbi, a Mendiga foi surpreendida em casa por um Juncalense a fazer uma equipa irregular. A formação de Luís Mota entrou muito bem no jogo e chegou a ter uma vantagem de 2-0, com golos de Luís Bento e César Sousa. Do lado do Juncalense, Daniel Morgado ainda reduziu (2-1), mas João Marcelo voltou a colocar a diferença em dois golos (3-1).

A partir daqui a reação da turma de Xana foi contundente com os golos de Ricardo Silvério, Ricardo Leal, Nuno Ascenso e João Grazina a permitirem uma vitória por 3-5.

Até ao final do campeonato, a Mendiga tem ainda dois obstáculos para conquistar o título distrital, com a receção ao último classificado Barreiros, em 22 de abril, e a derradeira jornada, em 29 de abril, no pavilhão da Alvorninha, atual 4.º classificado, e equipa muito competitiva.

Pelo meio, no próximo sábado, a Mendiga recebe o ACJ Futsal para os quartos-de-final da Taça do Distrito, enquanto o Juncalense recebe o CS Bufarda.