Os utentes internados do Centro Hospitalar de Leiria que devido às medidas de restrição impostas estão impossibilitados de ter visitas têm agora o seu problema minimizado. A instituição anunciou hoje a disponibilização de ferramentas digitais que permitam o contacto entre doentes e famílias. Os telemóveis e tablets que permitem a realização de videochamadas já estão disponíveis no Hospital de Santo André, no Hospital Distrital de Pombal e no Hospital de Alcobaça Bernardino Lopes de Oliveira.

«O objetivo é, assim, apoiar as famílias e cuidadores de doentes que enfrentam uma situação única por restrição de contacto imposto pela pandemia da COVID-19, ou por não poderem estar em contacto direto com o seu familiar doente e com as equipas assistenciais, dotando os profissionais de saúde de ferramentas de comunicação, de modo a aliviar o sofrimento de doentes e familiares», refere o CHL em uma nota de imprensa.

Com esta medida, pretende-se diminuir a preocupação, o stress e a ansiedade causados por esta separação repentina que a propagação da pandemia obrigou. Desta forma, os profissionais de saúde devem facilitar o contacto entre doentes internados e famílias para que o impacto causado pela ausência seja o menor possível. No mesmo documento, a insituição faz saber que: «O medo de contrair a doença, a culpa de se considerarem possíveis transmissores, a falta de informação, a escassez de recursos, o isolamento social e os quadros de ansiedade, são alguns dos problemas que, durante esta fase de pandemia, devem ser acautelados e combatidos».