Início » Ensino Superior chega à Batalha em setembro

Ensino Superior chega à Batalha em setembro

13 Agosto 2023
Bruno Fidalgo Sousa

Texto

Partilhar

Bruno Fidalgo Sousa

13 Ago, 2023

Para o próximo ano letivo, terá lugar na vila da Batalha um curso do Instituto Politécnico de Leiria (IPL), mais concretamente o Curso Técnico Superior Profissional (TeSP) em Gerontologia. Um TeSP que até já existe em período diurno na Escola Superior de Saúde do IPL (ESSLEI), mas que vai agora abrir no período pós-laboral, para cerca de «20 a 22 aluno» e que, de acordo com o vereador com o pelouro da Educação da Câmara Municipal da Batalha, Carlos Monteiro, é só o primeiro de muitos.

«Seguir-se-á outro, na área das Faianças, uma vez que é um setor base no concelho», garante. Para Carlos Monteiro, este curso «será uma mais-valia para complementar o Ensino Superior que é realizado pelo IPL», dinamizando «a vertente não só económica, mas outras vertentes formativas n a Batalha. É muito importante. O concelho irá acolher mais jovens que se formam e que podem eles próprios ser também integrados no mercado de trabalho local». A formação vai ter lugar no edifício Dr. Pereira Gens, localizado no Carvalho do Outeiro, que «também albergará a área de coworking das ações formativas» e, no futuro e já dotada a infraestrutura para o efeito, estará pronto para receber «outras ações, dirigidas a pessoas com Ensino Superior que pretendam depois fazer reconversão profissional, por exemplo, na área da cibersegurança ou na área da energia sustentável».

O protocolo com o IPL, que Carlos Monteiro prevê estar assinado «até meados de setembro», surge no âmbito de um projeto que já está há algum tempo em execução: a residência para estudantes que vai nascer no imóvel conhecido por “Casa da Obra”, junto à rotundas das Brancas, e que pretendia, segundo o presidente do executivo à data, Paulo Batista Santos, «reforçar a resposta para acolher esses estudantes [deslocados], sobretudo estudantes estrangeiros que não têm resposta em Leiria».

Mais estudantes, mais transportes

Com capacidade para 32 camas, a residência da “Casa da Obra”, que vai integrar a Rede de Residências do IPL, foi acordada ainda em 2018. Hoje, segundo o vereador, «está praticamente concluída. Neste momento só faltam os arranjos exteriores e portanto estamos em condições de satisfazer necessidades já com a abertura do novo ano letivo», revelou ao nosso jornal. Ainda assim, Carlos Monteiro confessou que estão ainda «dependentes das entidades oficiais», nomeadamente do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), via o programa Erasmus+, que financia a resposta (na ordem dos 1,5 milhões de euros), «mas não na íntegra», frisa.

Para o efeito, a ligação Leiria-Batalha também será tida em conta, aproveitando a rede de transportes existente – GIRA Batalha e Rodoviária do Tejo – para assegurar «transportes que permitam deslocar os alunos para o IPL e vice-versa». O edil, que considera a Batalha uma «zona satélite da cidade de Leiria», distando a «cerca de 10/12 minutos uma da outra», garante que, «se for necessário implementar alguma [nova rede de transportes], em função da procura, nós implementaremos a rede adequada para satisfazer essas necessidades».

Foto | Bruno Fidalgo Sousa

Assinaturas

Torne-se assinante do jornal da sua terra por apenas: Portugal 19€, Europa 34€, Resto do Mundo 39€

Primeira Página

Publicidade

Este espaço pode ser seu.
Publicidade 300px*600px
Half-Page

Em Destaque