A continuidade da equipa feminina sénior de futsal do Centro Cultura e Recreio Dom Fuas, da Fonte do Oleiro, está «em risco». Depois de, no último treino da época, algumas atletas terem decidido fazer uma pausa na sua atividade, «neste momento, a direção está a analisar» a situação para tomar uma decisão acerca da manutenção da equipa, segundo disse a O Portomosense o presidente da associação, Alexandre Inácio, acrescentando, no entanto, que «o mais certo é ser o fim». Também o treinador Óscar Calado optou por «não dar continuidade ao trabalho na próxima época».

A decisão, quer do treinador quer de «grande parte das atletas», advém sobretudo do facto de a equipa não ter conseguido atingir no torneio de encerramento os seus objetivos. Em declarações ao nosso jornal, Óscar Calado disse que «se analisarmos só o campeonato», a equipa teve «uma boa prestação e, na última fase, até podia ter feito um bocadinho melhor e ter conseguido alcançar uma classificação melhor» do que o previsto. Apesar disso não ter acontecido, o técnico refere que alcançaram «os objetivos propostos para a época». Já no torneio de encerramento, que agora termina, em que a equipa ficou a baixo do meio da tabela, em sexto lugar, Óscar Calado refere que a classificação foi «um bocadinho a baixo das expectativas»: «Não conseguimos alcançar aquilo a que nos tínhamos proposto que era, pelo menos, alcançar a mesma classificação do que no campeonato [quarto lugar]», adianta. «Se fizermos um balanço relativamente ao desempenho coletivo, há sempre fatores a ter em consideração e há atletas que sentem que não correu como tinham na expectativa, acabando por ficar um bocadinho desmotivadas. Outras atletas, como a época, individualmente, lhes correu bem, têm outra motivação e continuam com outras ambições», refere Óscar Calado.

A decisão está, então, agora nas mãos da equipa diretiva do clube.