Duas equipas de sapadores florestais da Associação de Desenvolvimento das Serras de Aire e Candeeiros (ADSAICA), da qual faz parte o concelho de Porto de Mós, receberam, no passado dia 31 de outubro, um Trator Valtra Serie A (115 cv), atribuído pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), que representa um investimento «na ordem dos 80 a 90 mil euros». Este novo equipamento irá «aumentar a capacidade de intervenção» destas equipas na «prevenção estrutural» e na «intervenção na infraestruturação do território», explica Rui Pombo, diretor regional de Lisboa e Vale do Tejo do ICNF, em declarações a O Portomosense.

A entrega deste novo equipamento decorreu no Chão das Pias (Serro Ventoso), durante a qual foi feita uma demonstração da utilização do equipamento, perante o olhar atento dos 10 elementos das duas equipas de sapadores florestais, cujo trabalho Rui Pombo faz questão de realçar: «Dar uma nota muito importante da importância que estas equipas representam na infraestruturação e salvaguarda do território, na minimização de riscos e, também, não sendo displicente, na promoção de emprego, pois estamos a falar de 10 elementos que estas duas equipas têm (cinco cada uma delas)». Uma das equipas é gerida com o apoio da Câmara Municipal de Porto de Mós e a outra pela Junta de Freguesia de Serro Ventoso, cabendo ao ICNF fazer a «coordenação de parte da atividade» realizada pelas duas equipas. «Todo esse trabalho, por parte da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia, é de saudar, no apoio que dão ao financiamento destas equipas», sublinha, ainda, o responsável. Ambas as entidades estiveram representadas no momento da entrega pelos respetivos presidentes, Jorge Vala e Carlos Cordeiro.

Esta atribuição surgiu no âmbito de uma candidatura ao Aviso – Cedência Máquinas e Equipamento III, um programa de «reequipamento das equipas de sapadores florestais», para o qual se candidataram várias equipas. Este trator, agora pertencente às duas equipas de sapadores florestais, vem dotado de várias alfaias, entre as quais uma lâmina frontal tilt-dozer, um guincho frontal, um destroçador de martelos e, ainda, uma capinadeira de correntes.

Foto | Jéssica Silva