As escadarias que ligam a vila de Porto de Mós ao bairro de São Miguel estão prontas, mas continuarão fechadas até que a EDP troque uma caixa que tem na entrada das escadas. A informação foi dada pelo presidente da Câmara, Jorge Vala, na última sessão da Assembleia Municipal, quando questionado sobre o assunto por António Alves, no período de intervenção do público. António Alves afirmou que, «ao contrário do que muita gente pensa, aquele espaço era utilizado por dezenas de pessoas diariamente, que se deslocavam para as escolas e para os seus empregos». Estando «fechado há vários meses», essas pessoas têm agora que «não só ir dar a volta, pela zona do cemitério, como, se isso não bastasse, têm que circular pela estrada, pela quantidade de carros estacionados em cima do passeio», refere.

Jorge Vala explicou que a infraestrutura «já devia estar a funcionar», mas que a caixa da EDP tem mesmo de ser mudada para garantir «as condições de segurança necessárias», já que «tem cabos que podem criar perigo e causar algum transtorno». A EDP já acedeu a esse pedido, no entanto ainda não fez a troca.

Acerca da faixa cinzenta, considerada por António Alves, «feia, do ponto de vista estético», o presidente de Câmara referiu que, «segundo o arquiteto, teve a ver com a necessidade de fazer uma proteção por razões de segurança». «Estamos a equacionar o que fazer com ela, na tentativa de reduzir o impacto visual que tem», revelou.

Foto | Rita Santos Batista