Começou mais um ano letivo. Para alguns alunos, pais e professores com novidades, incluindo para a comunidade escolar das escolas do concelho que este ano adotaram a semestralização do ano escolar. A grande alteração é fácil de explicar: o ano deixa de estar dividido em três períodos e passa a estar dividido em dois semestres. As mudanças são, no entanto, mais profundas, seguindo também as diretrizes do Ministério da Educação. Há estabelecimentos de ensino onde esta já é uma realidade há alguns anos, mas o Agrupamento de Escolas de Porto de Mós e o Instituto Educativo do Juncal decidiram adotar este modelo este ano, embora não seja obrigatório, com o incentivo do Município de Porto de Mós. O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, também incentivou as escolas a fazê-lo no âmbito das estratégias que pretendem dar mais autonomia às escolas e apostar cada vez mais na avaliação formativa do aluno. Fomos tentar perceber junto dos estabelecimentos do concelho que alterações este modelo provoca.

(Leia a notícia completa na edição em papel d’O Portomosense do dia 30 de setembro de 2021)