Começaram na semana passada «os trabalhos de campo, o estudo social, sobre a Calçada Portuguesa no concelho de Porto de Mós», que vão ajudar a elaborar o documento de apresentação e candidatura à UNESCO, revelou o presidente da Câmara de Porto de Mós, Jorge Vala. A Arte e o Saber-fazer da Calçada Portuguesa foi inscrita pela Associação da Calçada Portuguesa, da qual Porto de Mós faz parte, para se tornar Património Cultural Imaterial. Integra esta equipa que vai estar na região «a professora Cristina Almeida e o professor Luís Andrade, ambos da Universidade Nova de Lisboa».