Registos dos santos: quando o sagrado se torna arte é o nome da exposição da autoria de Maria Teresa Martins Narciso – conhecida no concelho como Mariazinha Martins.

A mostra está patente no Museu Municipal de Porto de Mós até dia 4 de fevereiro e é composta por pagelas, hoje chamadas de Registos, «porque as imagens são registos de acontecimentos de promessas e atos religiosos, desde as promessas feitas pelos criadores de gado, até outros atos como a primeira comunhão, a profissão de fé, ou o crisma, por exemplo. Ao fazer o registo perdura-se a memória daquele acontecimento na vida da pessoa através da imagem/registo desse momento, passando de geração em geração», pode ler-se em nota da Câmara Municipal.