O Festival Gastronómico e Cultural Chícharo da Serra regressa em formato presencial, entre os dias 25 e 29 de novembro, após um ano de interrupção devido à pandemia. Esta é a 15.º edição do evento, que junta anualmente 25 mil pessoas nesta localidade situada no concelho de Leiria e pretende valorizar e promover os valores culturais da região, bem como o melhor da gastronomia local: o chícharo com bacalhau.

A iniciativa promovida pela ForSerra – Associação Desenvolvimento e Gestão Património de Santa Catarina da Serra e Chainça, surgiu da necessidade de assinalar o dia da freguesia, que se celebra no dia 25 de novembro, destacando a leguminosa, chícharo, disponível nas cinco tasquinhas prontas a servir pratos tradicionais. À semelhança dos anos anteriores, também esta edição vai ter cerca de 30 stands com produtos e serviços regionais , para dar a conhecer as entidades locais e o comércio da região, ajudando desta forma a desenvolver a freguesia, bem como as suas associações e instituições. De acordo com as informações da página oficial do evento o sector de artesanato, tão presente nas exposições do festival «é uma das valências que mais contribuiu para o prestigio que o certame alcançou a nível regional, tornando-se, assim, uma referência obrigatória no calendário das principais feiras para muitos artesãos».

O Chícharo da Serra, está a promover pela primeira vez ,este ano, uma iniciativa para ajudar as famílias carenciadas, que consiste numa caminhada solidária, na qual o custo de inscrição se vai traduzir num bem alimentar, que em parceria com a Conferência São Vicente de Paulo será distribuído por famílias carenciadas da região.

Uma das vertentes mais fortes do festival é o painel musical diversificado, que segundo a organização “conquista várias faixas etárias, desde os jovens adolescentes fãs de música da atualidade e estilos emergentes, ao público mais sénior”. Para esta edição o cartaz já está completo e os artistas confirmados são: Sons do Minho, Julinho KSD, Dino D’Santiago, Fonzie, Xtinto, The Peorth, Gente Nossa , Ziko, Strangers, Dj Zanova e Dj Fifty, 2Glazen e banda Cork.

Este que é considerado o maior festival de inverno da zona centro, vendeu no ano anterior à pandemia, em 2019, «cerca de 20 mil bilhetes, e foram consumidas três toneladas de chícharos e duas toneladas e meia de bacalhau», o que reflete desde logo o sucesso do festival e a sua atratividade. Os bilhetes para o festival estão à venda no site do evento, assim como em estabelecimentos locais. Ainda assim, no próprio dia podem também ser adquiridos à porta do festival durante o evento.