No dia 22 de fevereiro, o Comando Territorial de Leiria da GNR, através do Posto Territorial de Mira de Aire, constituiu arguido um homem de 51 anos pela exploração de jogo ilegal, tendo apreendido cinco máquinas, três cartazes de prémios e 250 euros em numerário. A identificação do indivíduo foi feita durante uma ação de fiscalização a estabelecimentos de restauração e bebidas, sendo o homem o explorador de um dos espaços no concelho de Porto de Mós. Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Leiria.

Em nota enviada à nossa redação, a GNR alerta que «a dependência no jogo é reconhecida como uma patologia, sendo necessário estar alerta aos sinais que revelem a adição do jogador, pois é comum que aqueles que sofrem desta perturbação ponham em risco o seu trabalho, contraiam grandes dívidas, acabando por inviabilizar a sua interação com a sociedade e adotem um comportamento autodestrutivo. É por este motivo, fundamental, uma fiscalização contínua e presente neste âmbito, de forma a sinalizar as pessoas com esta dependência, e punir quem utiliza e explora, de forma descontrolada e dissimulada, este tipo de equipamentos ou promove jogos de fortuna ou azar».

Foto | GNR