A par do Campeonato Nacional de Marcha em Estrada, que teve lugar em Porto de Mós, no passado dia 26 de janeiro, realizou-se o Grande Prémio de Marcha das Pedreiras, prova que se destina a marchadores dos escalões de formação.

Nesta prova, em que participaram atletas marchadores de escalões femininos e masculinos, que vão desde os Benjamins aos Juvenis, passando pelos Infantis e Iniciados, os atletas do Grupo Desportivo das Pedreiras (GDP), único clube do nosso concelho a participar, alcançaram seis posições no pódio.

Assim, nos Benjamins A femininos 500 m, Alexia Leal, GDP, classificou-se em segundo lugar, como o tempo 3m46s, antecedida de Joana Oliveira, ACPV, com 3.06. Nos Benjamins B femininos 500 m, a atleta das Pedreiras, Violeta Santos, conseguiu o terceiro lugar com 3.24, antecedida de Matilde Bento e Leonor Brito, ambas do GACV, com 2.58 e 3.03, respetivamente. Nos Benjamins B masculinos, Hugo Fernandes, GDP, alcançou o terceiro lugar com 3.10, precedido de Gustavo Machado, GACV, com o tempo de 2.59, e Tiago Ribeiro, CFOD, com 3.09. No escalão de Infantis masculinos 1 km, o marchador do GDP, Eduardo Cruz, conseguiu o segundo lugar com o tempo de 6.27, antecedido de Samuel Simões, GACV, com 5.15. Em Iniciados femininos 4 km, Isa Ferreira, do GDP, subiu ao pódio em segundo lugar, com o tempo de 22.17, precedida de Samanta Zueva, ACPV, com o tempo de 21.35. Também nos Juvenis femininos 5 km, a atleta do GDP, Constança Silva, classificou-se em segundo lugar com o tempo de 27.54, depois de Catarina Torres, do SCP, com o tempo de 25.00.

Em relação a esta prova, Carlos Carmino elogiou o trabalho desenvolvido neste campo, pelo Grupo Desportivo das Pedreiras que «já está a adquirir alguma experiência neste tipo de organização e já tem um conjunto de jovens», sendo que no dia da prova captou «mais uma jovem da Escola da Corredoura».

O técnico da Federação Portuguesa de Atletismo, afirmou ainda que «este campeonato tem servido para lançar o desafio às crianças e jovens do concelho de Porto de Mós para praticarem atletismo no geral, não tem que ser marcha atlética». Adiantou contudo, que «a marcha atlética é mais uma das áreas do atletismo e o Grupo Desportivo das Pedreiras está com 40 e muitos atletas filiados, sendo por isso o clube que se recomenda».

Carmino finalizou as suas palavras dizendo que «o ideal seria conseguir-se ter neste concelho, mais clubes com prática desportiva para as crianças e jovens, vamos ver se futuramente tal é possível».