Início » Incubadora de empresas deve estar construída dentro de quatro meses

Incubadora de empresas deve estar construída dentro de quatro meses

15 Fevereiro 2021
Catarina Correia Martins

Texto

Partilhar

Catarina Correia Martins

15 Fev, 2021

Já foi aprovada a adjudicação da empreitada para a construção da incubadora de empresas que será instalada na antiga cantina de Porto de Mós, junto ao Centro Escolar da vila. A obra foi aprovada em reunião de Câmara e tem um prazo de execução de 120 dias, com um investimento total de quase 248 mil euros.

De acordo com nota de imprensa do Município, esta é uma medida que pretende «potenciar o empreendedorismo» e a «fixação de pessoas no território» e a infraestrutura terá «uma função complementar e fundamental, onde se pretende inserir fisicamente o Gabinete de Apoio às Empresas e o Gabinete de Inserção Profissional». No edifício ficarão ainda disponíveis alguns serviços públicos e logísticos «imprescindíveis para o sucesso no processo de criação de uma empresa», adianta o mesmo comunicado, enviado à nossa redação.

Vereador diz sentir solicitação da população

O vereador da Inovação e Empreendedorismo, Marco Lopes, disse a O Portomosense, que apesar de as obras ainda não terem tido início, a equipa está já a trabalhar no conceito da incubadora, através do Gabinete de Apoio a Empresas. Esta nova infraestrutura «terá uma ligação com o FabLab, no plano tecnológico, na inovação e na tecnologia», será também feita uma ligação com o Instituto do Emprego e da Formação Profissional, «para a criação de primeiro emprego, criado o Centro de Apoio ao Empreendedorismo»; espaço ainda para uma conexão com o Centro de Apoio Empresarial que o Município pretende criar na futura Área de Localização Empresarial de Porto de Mós.

Apesar de a incubadora não estar ainda em funcionamento, Marco Lopes afirma que tem sentido a necessidade deste apoio, «em Porto de Mós e não só»: «Podemos também ter jovens, pessoas na idade ativa, de fora do concelho, interessadas em vir, criar o seu próprio negócio e instalar-se em Porto de Mós», afirmou. «Claro que queremos que os jovens de Porto de Mós fiquem cá, desenvolvam o concelho, criem o seu negócio, tenham o seu apoio na parte do desenvolvimento das empresas, claro que nós queremos que isso tudo aconteça e é por isso que estamos a criar a incubadora», refere. Acrescentando que há ideias ainda a ser desenvolvidas, o vereador remata que esta nova valência «será muito importante para o concelho» para que «dê apoio a quem quiser avançar e investir em negócios tecnológicos e não só».

Publicidade

Este espaço pode ser seu.
Publicidade 300px*600px
Half-Page

Primeira Página

Em Destaque