Foto: Armindo Vieira

Um anfiteatro ao ar livre aliado a instalações para a realização de festas e eventos, está previsto para o lugar do Cabeço, freguesia das Pedreiras, mais concretamente na zona envolvente do moinho e do parque de campismo.

Inicialmente estava previsto instalar-se ali um parque de arborismo, projeto que «foi abandonado, por se construir um outro a escassos quilómetros», ou seja nas «imediações do Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota (CIBA)», como explicou na reunião do executivo camarário, que teve lugar nas Pedreiras no passado dia 2, o presidente da Câmara Municipal de Porto de Mós, Jorge Vala, em resposta ao vereador Rui Marto, do PS.

O edil adiantou ainda que o Município tem um projeto «em conjunto com a Junta de Freguesia», com vista à criação de uma zona «para espetáculos, com infraestruturas como camarins e instalações sanitárias», tudo devidamente enquadrado no espaço, ao mesmo tempo que se criam condições «para acomodar os habituais utilizadores do parque de campismo, também com alguns bungalows».
Por sua vez, o presidente da Junta de Freguesia das Pedreiras, Rogério Vieira, confrontado com esta informação e em declarações ao nosso jornal referiu que «estão previstas obras no espaço a poente do parque de campismo, a caminhar para o moinho de vento», que comportam «a construção de um anfiteatro ao ar livre para festas, festivais  e outros eventos públicos ou privados, sempre coordenados pela junta de freguesia».

Naquele espaço será construído «um palco fixo, arrecadação, camarins, casas de banho, alvéolos para instalação de tendas amovíveis, calcetamento de parte da zona e criação de estacionamentos», adianta o autarca.

«Tudo leva a crer que estas obras estejam concluídas em finais deste ano ou princípios do ano de 2021», sustenta o autarca das Pedreiras, acrescentando que «o projeto se encontra nas mãos da Câmara Municipal, que se comprometeu», não só no projeto mas também na construção, uma vez que a Junta de Freguesia «não tem condições financeiras para o realizar».

Atendendo a que o parque de campismo é pertença da Junta de Freguesia «há pouco mais de três anos, vamos fazendo gradualmente a manutenção e pequenos melhoramentos», no entanto é intenção de se instalarem ali «alguns bungalows, com a ajuda da Câmara Municipal», explica o autarca. Quanto ao valor do investimento, Rogério Vieira prefere não divulgar, no entanto vai adiantando que «será de algumas dezenas de milhares de euros».

O presidente da Junta de Freguesia das Pedreiras revela ainda que a autarquia vai proceder, no início do próximo mês de fevereiro, «à limpeza do circuito de manutenção que se encontra sujo, devido à queda de árvores secas e galhos».

Recorde-se que no lugar do Cabeço, além do parque de campismo e do moinho de vento, existe um parque de merendas, um circuito de manutenção e um pequeno campo desportivo, com piso sintético. Há alguns anos esteve prevista a construção de uma piscina e zona de lazer, projeto que nunca passou do papel e foi abandonado por se entender que não seria viável, por força dos custos de manutenção criados pela folhagem das árvores e, também, porque o período de utilização seria muito escasso.