Início » Jorge Vala eleito vogal não executivo da Águas do Centro Litoral

Jorge Vala eleito vogal não executivo da Águas do Centro Litoral

14 Abril 2023
O Portomosense

Texto

Partilhar

O Portomosense

14 Abr, 2023

O presidente da Câmara Municipal de Porto de Mós, Jorge Vala, foi eleito vogal não executivo do conselho de administração da Águas do Centro Litoral (AdCL), a entidade gestora responsável pelo sistema multimunicipal de abastecimento de água e de saneamento do Centro Litoral de Portugal. Na presidência da assembleia-geral mantém-se o presidente da Câmara Municipal de Leiria, Gonçalo Lopes. A eleição dos novos órgãos sociais para o triénio 2023-2025, aconteceu esta quinta-feira.

O novo conselho de administração, agora com sete elementos, é composto por quatro representantes da Águas de Portugal e três representantes dos municípios, sendo que Jorge Vala estará enquanto representante da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria (CIMRL). Na presidência ficou Alexandre Oliveira Tavares, tendo como administradores executivos Sandra Santos e Paulo Leitão e como vogais não executivos Ana Katila Ribeiro e Silvério Regalado.

De acordo com uma nota de imprensa enviada à nossa redação pela CIMRL, no decorrer da assembleia-geral eletiva, Gonçalo Lopes defendeu que «a AdCL deve estar melhor preparada para os desafios ambientais e energéticos, bem assim ser eficiente nas operações de abastecimento e saneamento que realiza, na procura de assegurar um serviço de qualidade aos municípios clientes e cidadãos em geral».

Alexandre Oliveira Tavares disse, por sua vez, que «o modelo agora iniciado é marcado pela estabilidade da empresa no contexto operacional, estabilidade da decisão sectorial, quer no Grupo Águas de Portugal, quer na dimensão regulatória; pelo reforço da presença dos acionistas municipais nos processos de decisão, desde a administração aos processos de cofinanciamento, em prol da resiliência das operações e dos desafios territoriais mas, essencialmente pela necessidade de um posicionamento estratégico para responder aos desafios relacionados com as novas exigências ambientais, com a eficiência energética, com a descarbonização e circularidade dos recursos mas, também, com os desafios dos territórios e com as expectativas dos agentes locais, com a dinâmica demográfica que no âmbito da AdCL é muito contrastada, assim como com quadros de incerteza climática e política».

A empresa em números

A AdCL integra 30 municípios, servindo uma população de cerca de 722 mil habitantes, numa área territorial que corresponde a 6% do território continental. Fornece água a cerca de 297 mil habitantes de 11 municípios e trata as águas residuais de 722 mil habitantes dos 29 municípios servidos. Em 2022, forneceu 30,6 milhões de metros cúbicos de água e fez o tratamento de 64,3 milhões de metros cúbicos de águas residuais.

Atualmente gere quatro estações de tratamento de água, e sete outras instalações de tratamento de água, 197 estações elevatórias de abastecimento de água e saneamento e 60 reservatórios, 67 estações de tratamento de águas residuais e 1 217 quilómetros de condutas de água e emissários de saneamento.

O Estado fez-lhe a concessão do sistema por um período de 30 anos.

Foto | Luís Vieira Cruz

Assinaturas

Torne-se assinante do jornal da sua terra por apenas: Portugal 19€, Europa 34€, Resto do Mundo 39€

Primeira Página

Publicidade

Este espaço pode ser seu.
Publicidade 300px*600px
Half-Page

Em Destaque