A União de Freguesias de Pataias e Martingança (UFPM), no concelho de Alcobaça, está a promover uma campanha de angariação de filmagens, em formato VHS, para converter o conteúdo em formato digital. O objetivo, explica a O Portomosense Dário Moleiro, secretário da UFPM, é «salvaguardar as memórias e tradições das [extintas] freguesias de Pataias e Martingança», dando, simultaneamente, «a oportunidade ao portador e dono das cassetes de também as ter em formato digital».

Até ao momento, a Junta já recebeu «cerca de 50 antigas cassetes», algumas de «momentos que marcaram bastante Pataias e Martingança», que foram já convertidas para formato digital. A intenção é que os registos «fiquem à guarda da União de Freguesias de Pataias e Martingança», conforme refere Dário Moleiro, revelando ainda que, futuramente, fica a possibilidade de «se criar um museu e ter esse espólio disponível para a população».

Desta forma, a Junta pede a quem tiver as antigas cassetes, com filmagens de vários tipos de festejos, «como festas tradicionais, Carnaval, aniversários de instituições e quaisquer eventos de interesse geral» que as disponibilize, através «do contacto, seja telefónico ou via e-mail, da Junta ou da Biblioteca/Espaço Cultural e Universidade Sénior», para que seja possível enriquecer o espólio da UFPM. O secretário da Junta acrescenta ainda que há casos em que o colaborador do projeto «ajuda a fazer uma reflexão das cassetes», para garantir que não existe «conteúdo privado ou pessoal» e sejam cumpridas todas as normas de privacidade.

Dário Moleiro espera poder inspirar «entidades, Juntas e outras pessoas a considerarem a iniciativa importante e interessante» e a «desenvolverem algo semelhante em cada uma das suas freguesias».

A conversão dos VHS em formato digital não representa qualquer custo para os fregueses que cedem as cassetes, sendo que têm direito a receber uma cópia em novo formato, segundo esclarece a Junta na sua plataforma online. «Quem cede as filmagens verá ainda o seu nome nos créditos da edição», acrescenta a UFPM.

Isidro Bento | revisão