No próximo domingo, 13 de fevereiro, a Junta de Freguesia do Juncal, apoiada por um grupo de voluntários locais, vai proceder à recolha de monos que ao longo dos anos foram sendo deixados, de forma ilegal, em pinhais e barreiras da freguesia.

Em declarações ao nosso jornal, o presidente da Junta de Freguesia, Artur Louceiro, explica que, para já, a ação terá lugar em locais já identificados como espaços onde as pessoas foram deixando sofás, colchões, frigoríficos e outros lixos de grande volume. Futuramente, ações como esta poderão acontecer noutros locais e sempre com o mesmo intuito: retirar da floresta e do meio ambiente em geral, tudo aquilo que ali não pertença e que os degrade a vários níveis.

O arranque da recolha está marcado para as nove horas. De acordo com o autarca, o material encontrado será depois transportado em várias viaturas (de forma a tornar a operação mais célere) para o armazém da Junta de Freguesia e recolhido, posteriormente, pela SUMA, a empresa responsável pela recolha dos chamados monos.

Caso as condições meteorológicas não o permitam, a ação será adiada uma semana.