João Amado Gabriel, autor do romance Avô Capitão, aproveitou a página de Facebook do livro para lançar no passado dia 21 de março um desafio: dar voz às 47 personagens que compõem o romance, transformando-o num audiolivro. De acordo com a publicação na página, o objetivo é «ajudar a passar o tempo dos nossos idosos do Centro de Dia [do Alqueidão da Serra, terra de onde é originário o autor] nestes dias de pandemia». Adiantando que «é um projeto muito trabalhoso», é dada a lista de todas as personagens e lançado o desafio a quem queira participar, para escolher a sua personagem e se voluntariar para lhe dar voz.

O Portomosense falou com João Amado Gabriel, mentor do projeto que explicou que «a ideia de criar uma versão áudio» para este livro não é nova, no entanto «com a chegada desta pandemia e com a necessidade que todos temos de estar em casa, de ficar em isolamento social, a ideia ganhou outra cor, outra vivacidade». «Esta é uma atividade lúdica, que as pessoas poderão ter nas suas casas, de uma forma tranquila. É uma forma de passarem o tempo», esclarece o autor e promotor da do projeto. João Amado Gabriel ressalva que «a ideia é ninguém se encontrar, mas, cada um em seu sítio, colaborar para um projeto comum». Na opinião do alqueidanense, «este trabalho tem duas vertentes»: «O produto final, que terá alguma utilidade para pessoas, eventualmente, com necessidades especiais; e o processo que é o de estarmos ocupados enquanto estamos de quarentena. Isto é apenas uma alegoria para nos dar força para enfrentarmos a situação de pandemia que estamos a viver», afirma.

João Amado Gabriel salvaguarda que não sabe «se o projeto vai ser concluído ou não», uma vez que a sua execução depende «muito da vontade dos leitores e dos seguidores da página», mas «tudo leva a crer que sim», que será concretizado. O resultado final será disponibilizado nas redes sociais e «poderá ser partilhado, copiado, gravado e passado da forma que cada um entenda e, depois, ser oferecido às pessoas que dele possam gostar», refere o autor.