Foi divulgado ontem o ranking das escolas, que as ordena tendo em conta as médias obtidas nos exames nacionais de 2021. É feita uma média geral, mas também por disciplina. Estas médias dizem respeito apenas ao Ensino Secundário, uma vez que os exames finais de 9.º ano não se realizaram no ano de 2021 (já em 2020 tinha acontecido o mesmo), devido à pandemia. Os dados que vamos apresentar têm como fonte o ranking feito pelo jornal Público em parceria com a Católica Porto Business School.

 

A Escola Secundária de Porto de Mós desceu 84 lugares, passando de 139.º no ranking do ano passado para 223.º (em 635 escolas) na contagem feita este ano. A média geral conseguida na escola localizada na sede da vila é de 11,52 (havia sido de 13,87 em 2020). Quanto à Escola Secundária de Mira de Aire, ao contrário do ano passado, conseguiu o número mínimo de provas (62) para entrar na contagem e ficou classificada, no ranking geral, no 245.º lugar com uma média de 11,45.

A terceira e última escola do concelho a entrar para este ranking é o Instituto Educativo do Juncal (IEJ) que ficou na 541.º posição com uma média de 8,96 no ranking geral. Em comunicado enviado à nossa redação, a direção do IEJ salientou que, tal como no ano passado, estes resultados são fruto dos exames feitos apenas por alunos externos «todos eles do Ensino Profissional». Na nota, a direção lembra ainda que, desde 2019, o IEJ tem apenas ensino profissional no Secundário e que por isso «não deveria constar nestes rankings», uma vez que o foco no Ensino Profissional é mais direcionado, não acompanhando os programas que constam nos exames nacionais.

Nota: O assunto será tratado de forma mais aprofundada na próxima edição d’O Portomosense, nas bancas a 21 de julho.