No âmbito do Programa Municipal de Relançamento da Economia e do Investimento, a Câmara Municipal da Batalha aprovou esta segunda-feira, dia 19 de abril, as primeiras 15 candidaturas de apoio ao comércio e serviços, num valor de «cerca de 300 mil euros». Segundo explica o Município numa nota de imprensa, este programa que pretende ser um incentivo para apoio à «normalização» da atividade das empresas e pequenos negócios locais, visa «atribuir apoios às atividades económicas, de caráter extraordinário, não reembolsáveis, tendo em vista a manutenção dos postos de trabalho e mitigação de situações de crise empresarial».

Com uma verba inicial de 500 mil euros, o Programa Municipal de Relançamento da Economia e do Investimento «pretende ainda contribuir para a dinamização e recuperação económica do tecido empresarial do concelho da Batalha» que por força das medidas impostas pelo Estado de Emergência foram obrigados a interromper a sua atividade, como é o caso das atividades de alojamento, restauração, comércio e serviços. Citado na nota de imprensa, o presidente da Câmara da Batalha, Paulo Batista Santos, afirma que esta decisão do Município está a revelar-se «essencial para a economia e e manutenção do emprego», principalmente ao nível das microempresas familiares que, segundo adianta, representam «mais de 90% das candidaturas entregues» de um total de «uma centena de pedidos» que se encontram em «análise de verificação regulamentar». A previsão do Município é de que «durante os meses de abril e maio» a maioria dos pedidos conheça uma «decisão final e pagamento dos apoios».