O Município da Batalha duplicou o valor destinado ao apoio à compra de medicamentos para os idosos do concelho. A Câmara aprovou por unanimidade, no final de janeiro, uma verba de 30 mil euros para este ano, que ajudará cerca de 200 idosos, no âmbito do Regulamento do Programa de Atribuição de Comparticipação de Medicamentos «para a população carenciada com mais de 65 anos». Segundo nota de imprensa enviada à nossa redação, «as candidaturas já estão a decorrer junto do Gabinete de Desenvolvimento Social da Câmara Municipal».

Este apoio é dado, segundo o presidente, Paulo Batista Santos, desde 2014, tendo registado já «mais de 1 200 candidaturas e representa um investimento de cerca de 15 mil euros anuais», até aqui. A decisão da duplicação foi tomada com base nas «dificuldades crescentes que a pandemia tem representado para a população mais vulnerável». O autarca salienta ainda que «este programa conta com a participação de todas as farmácias do concelho e, este ano, o apoio aos medicamentos será acumulável com outras prestações sociais, designadamente, outros benefícios municipais como o cartão familiar ou o Rendimento Social de Inserção, alargando assim a cobertura deste apoio essencial à saúde dos mais idosos».

Na mesma nota é explicaso ainda que «o Programa de Atribuição de Comparticipação de Medicamentos tem como principal objetivo promover a igualdade social, contribuir para a melhoria da qualidade de vida e saúde, promover a longevidade dos grupos etários mais vulneráveis, proporcionando a possibilidade de aquisição deste bem de primeira necessidade que é a medicação».