A Câmara Municipal da Batalha assinou um protocolo com a Altice Portugal, no qual se prevê que, ainda este ano, haja «aumento da conetividade de fibra ótica de última geração que passará a chegar a cerca de 85% dos munícipes, incluindo empresas», refere a autarquia numa nota de imprensa. «Este é um investimento que consideramos estratégico e que dotará o concelho da Batalha com uma infraestrutura moderna, passando, em definitivo, a possuir uma cobertura infraestrutural de última geração das mais elevadas do país», frisou o presidente da Câmara da Batalha, Raul Castro, citado no documento.

Ciente da importância que as telecomunicações de última geração, suportadas por fibra ótica, têm para «o desenvolvimento dos territórios, nomeadamente para o tecido produtivo e empresarial», o Município batalhense anunciou também o reforço das infraestruturas de rede móvel no concelho. «A breve prazo» será efetuada a instalação de duas novas estações base, nas freguesias de Reguengo do Fetal e de São Mamede, através das quais se antecipa um «melhoramento significativo» da cobertura de rede móvel.

Na cerimónia de assinatura que se realizou, no passado dia 13, na Batalha, esteve presente o diretor de Engenharia e Operações da Altice, José Pedro Nascimento, que destacou a importância do protocolo que acabara de ser firmado entre o Município da Batalha e a empresa de telecomunicações: «É com enorme satisfação que, passados três anos, a Altice Portugal regressa ao Município da Batalha para anunciar o reforço do seu investimento em redes de última geração. O dia de hoje marca mais um passo no caminho que estamos a construir transformando Portugal num país a uma só velocidade». Segundo um comunicado enviado pela Altice, neste momento são «mais de seis milhões» os lares e empresas portuguesas que beneficiam das vantagens da fibra ótica da Altice Portugal, «a mais ampla rede de fibra ótica nacional».