O MIAT – Museu Industrial e Artesanal do Têxtil, em Mira de Aire, tem patente, desde o passado dia 20 de dezembro, a exposição Pintura que tece a malha da vida, da autoria de Orlando Chareca.

Nascido na Covilhã em 1944, Orlando Chareca tem tido uma vida dedicada a várias áreas. Desde o desenho, ao fado e, agora, as pinturas que constrói recorrendo a óleo e acrílico, dando, assim, início a uma nova etapa da sua vida. «Esta sua nova investida artística, é algo quase sequencial, um desfecho feliz para o que lhe é inato», refere um comunicado de imprensa.

Ao longo da sua vida profissional, Orlando Chareca foi adquirindo «mão e sensibilidade estética» ao interpretar inúmeras representações, que «passaram pelo seu crivo» para posteriormente serem «reproduzidas maquinalmente».

A mostra pode ser visitada de terça-feira a domingo, das 10 às 13 horas e das 14 às 18 horas.