A equipa sénior de futebol da União Recreativa Mirense tem, desde o início do mês, um novo treinador. Vindo de Lisboa, onde treinava a União Desportiva Alta de Lisboa, Hugo Travanca chegou a Mira de Aire com o intuito de manter os objetivos já definidos pelo clube para esta época, um dos quais assegurar a manutenção do Mirense na Divisão de Honra distrital: «A prioridade máxima é assegurar a manutenção e estamos todos a trabalhar em prol disso», frisa o técnico, de 45 anos, em declarações a O Portomosense. Hugo Travanca reconhece que uma das maiores fragilidades do clube é ter «um plantel um pouco curto» mas essa é uma conjuntura que pretende ver alterada em breve com a contratação de mais jogadores. A necessidade de mexer no plantel, frisa, é uma prioridade. «Tenho vários jogadores [em vista] e estamos a ver se conseguimos trazer mais alguém para a equipa para tentar melhorar a qualidade do plantel», revela.

Hugo Travanca sucedeu a Manuel Balela, no cargo desde agosto, e conta que foi «muito bem acolhido» por todos na chegada a Mira de Aire. «Os jogadores reagiram muito bem. Está a correr como eu planeava e até agora não tenho nada a dizer que não esteja bem», afirma. O treinador do Mirense acredita que as mudanças podem ser frutíferas para a gestão de um clube e dá exemplos que corroboram isso mesmo: «Quando somos novos numa equipa, os jogadores olham para nós de maneira diferente, os treinos são diferentes e a dinâmica é outra», considera.

Num momento em que o clube atravessa um contexto «negativo», em que já soma cinco derrotas consecutivas (seis no total) em nove jornadas, encontrando-se no final da tabela classificativa, Hugo Travanca garante que todos (direção, equipa técnica e jogadores) estão empenhados em ultrapassar este momento menos positivo. «Penso que a equipa está cada vez mais unida e todos acreditamos que pode ser possível dar a volta», refere.

Hugo Travanca é treinador há cerca de 15 anos e já conta com uma vasta experiência na área, que inclui a passagem por vários clubes do panorama desportivo português. Além do Alta de Lisboa, o técnico esteve dois anos no Sport Lisboa e Benfica, onde foi, durante dois anos, treinador-adjunto das equipas de futebol feminino de sub-17 e sub-19, tendo mesmo conseguido sagrar-se campeão neste último escalão. Do seu currículo faz ainda parte uma experiência no Casa Pia Atlético Clube, clube onde treinou as camadas jovens, e n’Os Belenenses. Hugo Travanca passou também pelo Clube Desportivo dos Olivais e Moscavide.