Nuno Nogueira, de 15 anos, natural da Marinha da Mendiga, integrou a equipa que, entre os dias 27 de junho e 4 de julho, conquistou o bronze nos Jogos Paralímpicos Europeus da Juventude, na Finlândia. O atleta compete pela Associação Portuguesa de Deficientes de Leiria (APDL) e foi convocado, juntamente com o colega de equipa Alexandre Conde, para a seleção sub 22 em Basquetebol em Cadeira de Rodas.

Nuno Nogueira disse a O Portomosense que «Portugal participou pela segunda vez nesta competição – já tinha participado em 2019» e que a seleção tinha o objetivo de melhorar o último resultado, que havia sido um quarto lugar. «Conseguimos. Ganhámos à Irlanda e à Finlândia e perdemos contra a Itália e a Holanda», diz. O atleta recorda que quando viu o seu nome na convocatória se sentiu «feliz» e que sentiu também o seu «esforço ser compensado». «É uma responsabilidade grande, mas é sempre bom representar Portugal», afirma.

Atleta precisa de uma nova cadeira de jogo

As batalhas de Nuno Nogueira continuam e a que agora se aproxima é a de comprar uma nova cadeira para competir, na verdade a sua primeira cadeira de jogo, uma vez que até aqui tem usado equipamento da APDL. Em que se distingue uma cadeira de jogo da cadeira do dia-a-dia? O jovem responde: «A cadeira de jogo tem umas rodas atrás para não virar, tem umas rodas mais pequeninas à frente. As todas são mais inclinadas para nos dar estabilidade e agilidade na cadeira. E tem um para-choques por causa dos impactos, que em jogo são sempre muitos», explica.

A mãe, Aida Pereira, explica que apesar de já ter mudado de cadeira, «não está bem sentado, não tem estabilidade nenhuma e está sempre no chão». Por isso, além da necessidade, a ideia de ter uma cadeira própria é também pensar no futuro: «Se, quando for para a universidade, quiser treinar lá, pode levar a cadeira e fazê-lo», algo que não é possível com a cadeira da APDL, esclarece. Aida Pereira adianta que a cadeira que o filho gostava de comprar custa «cerca de nove mil euros», além de toda a «manutenção, pneus…».

Assim, e para conseguir concretizar esta vontade e necessidade, a família lançou uma espécie de campanha em formato de apelo na sua página de Facebook, uma vez que sem ajudas, será difícil atingir o objetivo. «Há pessoas que dizem que isto não é caro, aquilo não é caro… Pois não, mas é o conjunto todo. Há três anos adaptámos uma casa de banho. Agora estamos a pensar em adaptar a cozinha porque não está minimamente a jeito para ele. Mas tem que ser com calma. Se nos puderem ajudar com o material para a competição, já é muito bom», afirma.

Como ajudar

Na sua página de Facebook, a mãe do atleta deixou o NIB da conta de Nuno Nogueira para que qualquer pessoa possa ajudar – 0010 0000 48910930001 78 –, no entanto, se houver empresas interessadas em contribuir, essa ajuda também é possível uma vez que, através da APDL é possível passar uma fatura sobre esse donativo. Nesse caso, a melhor forma é contactar a mãe do atleta, Aida Pereira, através da sua página de Facebook.