De 15 de julho a 15 de agosto basta ir a Óbidos para entrar no espírito medieval: apesar de a pandemia da COVID-19 continuar a ser motivo de cancelamento de eventos, este ano a vila vai receber no Verão o projeto Óbidos Medieval, um evento de formato “híbrido”, com um leque de atividades pensado para realçar o melhor da História de Óbidos. «Vamos fazer, não o Mercado Medieval, mas o Óbidos Medieval, porque não queremos que haja comparação entre aquilo que fazíamos [antes da pandemia] e aquilo que vamos fazer», explica ao nosso jornal Alexandre Ferreira, administrador da empresa municipal Óbidos Criativa.

Entre as atividades do programa estão visitas guiadas pelas ruas, percursos pedestres, conversas sobre a História de Óbidos na idade Média (num formato digital), cenografia de época, exposições, recriação histórica com oficinas, mesteres, acampamento e trajes, e diferentes espetáculos de música, teatro e fogo.

No dia 11 de julho, terá lugar o VIII Torneio de Tiro com Arco, uma prova de Arco e Besta Histórico organizada pela Associação de Recriação Histórica Ilustre Cruzada, em parceria com o Município de Óbidos e a Óbidos Criativa, integrada no Campeonato Rota dos Castelos da FABP – Federação de Arqueiros e Besteiros Portuguesa. Posteriormente terá lugar um treino de caça medieval pelas matas do concelho e repasto.

As expectativas para o evento medieval neste 2021, que antes da pandemia da COVID-19 atraía largos milhares de visitantes à vila muralhada, «são, ainda assim, altas», revela Alexandre Ferreira. Ainda «a tentar fechar, neste momento, o programa cultural», o responsável está convicto de que o Óbidos Medieval «vai ter um bom leque de artistas e de companhias de teatro de recriação histórica».

«Achamos que vamos conseguir dar resposta àquilo que os turistas e os visitantes de Óbidos esperam de nós quando visitam Óbidos: terem um lugar, uma atração para os fazer ficar por mais um tempo», e simultaneamente «ajudar a recuperação da economia local», prejudicada pelo surgimento do novo coronavírus.

«Esperamos ter alguns milhares de visitantes na cerca do castelo e outros nos espetáculos», respeitando sempre as regras de segurança sanitária para conter o vírus da COVID-19, refere ainda Alexandre Faria. Nas redes sociais do evento e do Município «serão publicados todos os conteúdos online que estão a ser preparados» no âmbito do Óbidos Medieval.

Óbidos Medieval é um projeto diferente do que se tem vindo a realizar e divide-se em diferentes áreas de atuação, desde a vertente histórico-educativa, com a apresentação de vestígios arqueológicos ou de uma curta história da Óbidos Medieval, até à imersão do público em experiências encenadas, ou num percurso pelas florestas medievais, ou vivendo a Idade Média através da recriação e da música, do fogo e da dança.

Isidro Bento | revisão