Na última reunião de Câmara, a primeira pública depois do período de confinamento, o presidente, Jorge Vala, expôs o ponto de situação das obras que estão em curso no Parque Almirante Vítor Trigueiros Crespo, afirmando que este vai «continuar, por mais algum tempo, encerrado». Um dos principais melhoramentos relaciona-se com a «substituição ou melhoria do piso», que «é um [piso] terraway, tem uma componente de resina, é poroso e permeável, o que, de alguma forma, vai permitir a circulação sem que as pessoas molhem os pés, no inverno, com a lama, e sem apanharem pó no verão», explicou o autarca.

Jorge Vala ressalvou no entanto que a «obra é muito mais do que apenas» essa intervenção. Começando a enumerar, o presidente referiu o «edifício das docas», junto à estação de caravanas, no qual foi feita uma requalificação, dado o seu estado «miserável. A casa de banho estava toda destruída e todo o edifício estava num estado de semi-abandono», afirmou. Neste momento, a obra está na fase de substituição do deck, que também já sofreu melhoramentos junto ao café que se situa no centro do parque.

Bem perto desse local, no palco permanente, foi «reforçada a energia elétrica». «Habitualmente, quando havia espetáculos, tinha que se alugar um gerador porque a energia não era suficiente, então aproveitámos e fizemos o reforço da energia elétrica. Da mesma forma, instalámos toda a cablagem para colocar um sistema autónomo de wi-fi em todo o Parque», informou o presidente, na reunião. Além de tudo isto, foi também instalado o saneamento básico, para servir os dois edifícios, o que permite que deixem de usar as «fossas de pequena dimensão, que eram sempre um problema para as despejar», concluiu.