O Papa Francisco deverá visitar Fátima, em 2023, aquando das Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ), que vão decorrer em Lisboa. A informação foi avançada pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, depois de este se reunir com o chefe máximo da Igreja Católica, na Cidade do Vaticano, no passado dia 12. O reitor do Santuário, padre Carlos Cabecinhas, já se manifestou, tendo dito à Agência Ecclesia que o regresso do Papa à Cova da Iria é «motivo de enorme alegria» e que o Santuário se vai preparar «para o receber de braços abertos».

Também o presidente da Câmara Municipal de Ourém, Luís Albuquerque, expressou a sua alegria pela visita do Papa Francisco, lembrando que, em 2017, aquando da primeira deslocação do Santo Padre ao Santuário de Fátima, o impacto sentiu-se no próprio dia, assim como nos dias e anos seguintes, no número de peregrinos e consequentemente no setor económico do concelho. Luís Albuquerque disse ainda estar convicto de que este anúncio trará, aquando da JMJ, «milhares de jovens, e não só, que se deslocarão a Portugal» para participar no evento e «aproveitarão a oportunidade para estar no Santuário».

O Papa Francisco esteve em Fátima, pela primeira vez, em maio de 2017, numa visita de menos de 24 horas, para presidir às cerimónias do centenário dos acontecimentos de Fátima e à canonização de Jacinta e Francisco Marto, duas das crianças que em 1917 afirmaram ter visto Nossa Senhora na Cova de Iria.