Desde o passado domingo, dia 25 de outubro, que a vila da Batalha possui um novo espaço: Parque de Eventos de Santa Maria da Vitória, assim se chama a nova estrutura que deve o nome à proximidade com o Mosteiro de Santa Maria da Vitória e que é «dedicado ao lazer, desporto e eventos». Segundo explica em comunicado o Município da Batalha, este é um «projeto de regeneração urbana de um antigo campo de futebol desativado, agora devolvido à população para várias atividades, num investimento de 1,2 milhões de euros». Segundo refere, no mesmo documento, o presidente da Câmara, Paulo Batista Santos, esta obra «concretiza uma ambição antiga de requalificação da zona envolvente do Mosteiro da Batalha, valorizando o monumento e que irá permitir a fruição de um novo espaço público e dedicado ao desporto e cultura».

A inauguração do novo espaço coube à recém-eleita presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDR), Isabel Damasceno, que marcou presença no passado domingo. A primeira realização cultural naquele espaço havia de acontecer precisamente no mesmo dia. O evento escolhido para abrir o novo espaço foi o concerto de Vozes Instrumentais, Quinteto de Cordas da Orquestra Clássica do Centro (Obras de G. Caccini, J. Rutter ou A. Piazzola), no âmbito da edição de 2020 dos Concertos da Justiça.

Paralelamente, o Município batalhense anunciou na passada sexta-feira, dia 23, que o novo Parque de Eventos de Santa Maria da Vitória irá albergar um «centro de apoio e distribuição gratuita de máscaras». Ainda de acordo com a autarquia, existe a possibilidade de que este centro possa acolher a realização de testes à COVID-19, «ser um espaço de vacinação e servir de retaguarda a ações de rastreio e de solidariedade social para as pessoas que precisem de apoio alimentar».