A Câmara Municipal de Porto de Mós anunciou ontem, em comunicado, que conseguiu garantir, com o apoio da empresa Mármores Garcogel, o acesso dos profissionais de Saúde, das IPSS e da Proteção Civil do concelho de Porto de Mós a testes Covid-19, isto sempre que sejam chamados a tratar ou a socorrer pessoas infetadas com o Coronavírus.

«Ao invés de, a cada dia que passa os nossos profissionais de Saúde, das IPSS e da Proteção Civil ficarem em quarentena, sem poder exercer a sua função imprescindível até que surja algum sintoma ou decorram 14 dias, a Autarquia decidiu contratualizar testes Covid-19, para que estes profissionais possam ser imediatamente testados, libertando, desta forma, da quarentena quem mais precisamos que esteja operacional», justificou o município.

Segundo o mesmo comunicado, o que até ao momento se verificava era estes profissionais de saúde estarem sujeitos ao contacto com pessoas infetadas pelo novo coronavírus mas que até ao surgimento de sintomas, como recomenda a Direção Geral de Saúde, ficavam inviabilizados de poderem realizar os testes COVID-19 para despiste do risco.

No final, o executivo liderado por Jorge Vala volta a apelar à população para que fique em casa e considera que este é um período «preponderante para decidir o nível de amplitude e alcance do vírus no concelho».