Início » Quedas, podemos prevenir!

Quedas, podemos prevenir!

9 Outubro 2023
O Portomosense

Texto

Partilhar

O Portomosense

9 Out, 2023

A prevenção de quedas é um assunto importante de abordar, já que, com atitudes e gestos simples, é possível evitar estes acontecimentos e promover um envelhecer com maior qualidade e autonomia.

Com o envelhecimento natural, a forma como o corpo reage à informação do meio altera-se e, consequentemente, há uma menor capacidade para ajustar os movimentos corporais às situações do quotidiano. Por exemplo, a diminuição da visão, audição, força muscular, tempo de reação e do equilíbrio podem contribuir para um aumento do risco de queda.

Em cada ano, cerca de uma em cada três pessoas com mais de 65 anos sofre uma queda, resultando em limitações importantes e uma maior probabilidade de necessidade de institucionalização. Uma simples queda que ocorre, por exemplo, após escorregar num piso molhado, pode levar à fratura de um osso ou a uma lesão muscular. é importante realçar que a maioria destes acidentes acontece dentro de casa, durante atividades domésticas simples, como cozinhar ou limpar a casa, e que podem ser evitáveis.

Para prevenir as quedas apontam-se dois pontos importantes: a segurança e a adaptação do meio envolvente – o domicílio – e a prática de exercício físico. Pequenas medidas devem ser tomadas para prevenir quedas, tais como ajustar o tamanho da roupa de forma a evitar tropeçar, utilizar calçado preferencialmente fechado, em vez de chinelos, com sola antiderrapante, assegurar boa iluminação por toda a casa e garantir que os interruptores sejam de fácil alcance para que circule de forma segura durante a noite. a casa de banho deve ser adaptada, preferindo duche em vez de banheira, com barras de segurança para apoio. Os tapetes ou carpetes devem ser retirados, preferindo um piso antiderrapante, e o próprio material de apoio à locomoção deve ser ajustado, já que idosos com pouca força não deverão utilizar andarilho, e os que o usam devem verificar, periodicamente, se as borrachas dos pés estão desgastadas.

A prática de exercício físico resulta num envelhecimento ativo e exercícios simples, que exigem menos de 10 minutos diários e que podem ser realizados, por exemplo, enquanto se vê televisão, melhoram o tempo de reação, a flexibilidade, equilíbrio e força, e, por sua vez, a qualidade de vida. Por exemplo: sentar e levantar sem apoio (oito vezes); com apoio, dobrar/esticar o joelho alternando perna direita e perna esquerda (10 vezes); com os braços esticados fazer círculos para cima e para baixo 20 segundos (duas vezes).

Sabendo que as quedas podem ter consequências graves e prejudicar a qualidade de vida do idoso e do seu cuidador, é fundamental criar ambientes seguros e adotar estilos de vida saudáveis e, dessa forma, minimizar o risco de queda.

Aconselhe-se com o seu médico e enfermeiro de família, já que há muita informação disponível e pequenos gestos que podem fazer a diferença.

Carolina Ramalho e Joana Azevedo,
Médicas Internas USF Novos Horizontes

Foto | DR

Assinaturas

Torne-se assinante do jornal da sua terra por apenas: Portugal 19€, Europa 34€, Resto do Mundo 39€

Primeira Página

Publicidade

Este espaço pode ser seu.
Publicidade 300px*600px
Half-Page

Em Destaque