O Shenlong – Martial Arts, clube com sede no Juncal, participou, nos dias 12 e 13 de março, na Taça Internacional de Artes Marciais Chinesas e conquistou 18 medalhas (oito de ouro, sete de prata e três de bronze), segundo uma nota enviada à nossa redação. Na prova que decorreu nas Caldas da Rainha e que se inseriu na WAC 2022 (World All Styles Championship) participou uma centena de atletas, de norte a sul do país, 15 dos quais pertencentes ao clube Shenlong.

O clube competiu em 21 categorias. Assim, na categoria Chang Quan, no escalão infantis, Salvador Perfeito, Gabriel Catarino e Diego Sousa conquistaram o 1.º, 2.º e 3.º lugares, respetivamente. Já no que diz respeito aos juvenis, Lucas Oliveira, Samuel Azevedo, Leonor Encarnação e Rafael Catarino conseguiram o 1.º, 2.º, 3.º e 4.º lugares, respetivamente. Samuel Sousa e Leonor Domingues arrecadaram ambos o 1.º lugar no pódio no escalão cadetes e João Sousa trouxe para casa o 2.º lugar. Leonor Domingues conseguiu também um lugar de destaque noutro escalão, o de Armas Longas, tendo ficado em 2.º lugar. Ainda no escalão cadetes, Tiago Veiga conquistou o 1.º e 2.º lugar nas categorias Nang Quan e Armas Longas, respetivamente. No último escalão, o de seniores, dois atletas conseguiram a medalha de ouro, na categoria Chang Quan foram eles Steven Coelho (o treinador de artes marciais do clube) e Daniela Domingues, que também venceu na categoria Armas Tradicionais, tendo ficado em 3.º lugar. No 2.º lugar do pódio, ainda na categoria Chang Quan, ficaram Daniela Santos e Luís Marques, este último conquistou também o 1.º lugar na categoria Nang Quan.