Início » Sistema de Mobilidade da Região de Leiria em vigor a partir de 2024

Sistema de Mobilidade da Região de Leiria em vigor a partir de 2024

26 Setembro 2023
O Portomosense

Texto

Partilhar

O Portomosense

26 Set, 2023

É já a partir de janeiro do próximo ano que Porto de Mós, à semelhança dos dez municípios da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria (CIMRL), passará a estar integrado no Sistema de Mobilidade da respetiva região, plano apresentado no dia 8 de setembro, com o objetivo de garantir um melhor planeamento, oferta, informação, bilhética e sistema tarifário.

Na apresentação do sistema, que resulta do Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável da Região de Leiria, o 1.º secretário executivo da CIMRL, Paulo Batista Santos, explicou que «a mobilidade na Região é uma prioridade estratégica», de forma a garantir uma resposta de mais qualidade, mais atrativa, eficiente e mais sustentável aos cidadãos, referindo a questão muito atual da descarbonização. Por seu lado, o vice-presidente da CIMRL, Pedro Pimpão, frisou que esta é a região do país que «nas deslocações [de casa] para o trabalho mais utiliza o automóvel ligeiro», o que no seu entender é uma questão que «tem de diminuir significativamente nos próximos anos, para os transportes coletivos», pelo que pediu mais apoios (nomeadamente via o PART – Programa de Apoio à Redução Tarifária nos Transportes Públicos e do Programa de Apoio à Densificação e Reforço da Oferta de Transporte Público (PROTransP) para este programa, exemplificando que, na Região de Leiria, a comparticipação foi de 1,2% (2,6 milhões de euros), perante os 62% designados para a Área Metropolitana de Lisboa (142,5 milhões de euros). Como resposta, o secretário de Estado da Mobilidade Urbana, Jorge Delgado, confessou que a forma como o PART foi criado dá a «sensação de distribuição desigual das suas verbas», estando já o seu ministério, no entanto, «a trabalhar na revisão do modelo».

Assim, o Sistema de Mobilidade da Região de Leiria vai disponibilizar numa nova concessão 115 autocarros, 210 linhas (reforçando assim as ligações nos eixos Leiria-Marinha Grande e Leiria-Pombal), estimando 3,2 milhões de quilómetros percorridos por ano e 2,3 milhões de passageiros anuais. Integram-no o concessionário regional, a Rodoviária do Lis II (do grupo Rodoviária do Tejo), que tem a concessão do serviço de transportes públicos por um período de quatro anos (uma operação superior a 25 milhões de euros); mas também o sistema os transportes urbanos de Leiria (Mobilis), Marinha Grande (TUMG) e Pombal (PomBus), e aí serão 36 os autocarros, com 1,8 milhões de quilómetros e 1,3 milhões de passageiros por ano. Acresce o transporte flexível e a pedido da CIMRL (MOBI – Região de Leiria), já em vigor em Alvaiázere, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande.

Nos outros âmbitos também há novidades. A bilhética do Sistema de Mobilidade da Região de Leiria vai ser integrada no sistema nacional, tendo já sido assinado o contrato de adesão à plataforma “1Bilhete.pt”. Para a melhoria da integração dos transportes nos seus vários eixos (interurbano e urbano) e na tentativa de melhorar a informação ao público, será também criado um «sistema de informação em tempo real», nos canais digitais.

Além de Porto de Mós, integram a CIMRL os municípios de Alvaiázere, Ansião, Batalha, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Leiria, Marinha Grande, Pedrógão Grande e Pombal.

Foto | DR

Assinaturas

Torne-se assinante do jornal da sua terra por apenas: Portugal 19€, Europa 34€, Resto do Mundo 39€

Primeira Página

Publicidade

Este espaço pode ser seu.
Publicidade 300px*600px
Half-Page

Em Destaque