Início » Tiago Martins entrega prémio de 500 euros aos Bombeiros Voluntários de Porto de Mós

Tiago Martins entrega prémio de 500 euros aos Bombeiros Voluntários de Porto de Mós

2 Novembro 2021
Jéssica Silva

Texto

Partilhar

Jéssica Silva

2 Nov, 2021

A residir em França mas com raízes na Barrenta, Tiago Martins já nos começa a habituar às ações solidárias em prol da terra de que tanto diz gostar e que faz sempre questão de enaltecer. Depois de há dois anos ter criado o projeto Aldeia Artística que encheu de cor as ruas da Barrenta e de no passado mês de agosto ter doado artefactos ao Museu Municipal de Porto de Mós, o lusodescendente foi recentemente distinguido na Gala da Cap Magellan, em Paris, com um prémio de 500 euros que decidiu entregar aos Bombeiros Voluntários de Porto de Mós. «Queria mostrar que não é por estarmos no estrangeiro que nos esquecemos das nossas raízes e de ajudar onde as temos. Tudo o que faço é por isso», enfatiza.

Organizada pela Cap Magellan, uma associação de jovens lusodescendentes, a gala celebra a implementação da República Portuguesa e visa homenagear pessoas ou instituições que se têm distinguido no seio da comunidade luso-francesa, e na qual são entregues vários prémios, divididos por categorias. Tiago Martins foi distinguido, juntamente com mais duas pessoas com o prémio Melhor Iniciativa Cívica devido, precisamente, à doação de vários artefactos da Primeira Guerra Mundial que fez ao Museu de Porto de Mós. Um dos objetos foi uma medalha, outrora atribuída a um soldado português que participou nessa Guerra, comprada através de uma campanha de angariação de fundos que o lusodescendente lançou na sua página de Instagram Portuguese Facts.

Assim que soube que tinha sido um dos vencedores, Tiago Martins enviou logo uma mensagem aos Bombeiros Voluntários de Porto de Mós a contar o sucedido e a explicar o que tinha em mente. O lusodescendente sublinha que, tendo em conta a razão do reconhecimento, doar o prémio àquela instituição foi uma decisão praticamente natural. «Como a iniciativa da medalha foi para o Museu também achava que o dinheiro deveria ir [para Porto de Mós]. Decidi entregar aos Bombeiros Voluntários de Porto de Mós porque acho que este foi um ano complicado por causa da COVID-19 e além disso, eles ajudam muito as comunidades», justifica. Após ter feito a transferência do valor doado e apesar de ainda não ter data prevista para regressar a Portugal, Tiago Martins espera agora poder entregar em mãos, no quartel da corporação, o «cheque simbólico» para que possa servir para memória futura.

A 11.ª edição da Gala da Cap Magellan aconteceu no passado dia 9 de outubro, no Salão de Honra da Câmara de Paris, e na qual estiveram presentes mais de 650 pessoas, entre deputados, embaixadores, artistas, empresários, dirigentes associativos e estudantes. «É um dos maiores eventos da comunidade portuguesa em Paris», considera.

Publicidade

Este espaço pode ser seu.
Publicidade 300px*600px
Half-Page

Primeira Página

Em Destaque