Foto: Câmara Municipal de Leiria

Na manhã do passado domingo, dia 8, o Aero Clube de Leiria organizou uma homenagem ao portomosense Manuel Santiago, que contou com a presença de cerca de 300 pessoas.
O presidente do Aero Clube de Leiria, Nelson Oliveira, disse a O Portomosense que esta «foi uma cerimónia singela e humilde, como era apanágio do próprio [Manuel Santiago], mas correu muito bem, com muita participação, muita gente, uma homenagem muito sentida».

Entre as várias atividades, o presidente destaca como «momento alto», o «descerramento de uma lápide no memorial do Aero Clube, alusiva aos comandantes Nelson Henriques e Manuel Santiago», a par do batismo da «aeronave-escola, onde Manuel Santiago dava instrução, com o seu nome». Nelson Oliveira salientou ainda o momento de chamada dos antigos instruendos do portomosense, caracterizando-o como «uma demonstração de força» e ressalvando que «estavam muitos presentes, mas foi uma ínfima parte dos pilotos que ele instruiu». Referindo que “passaram pelas mãos” de Manuel Santiago mais de 500 alunos, o presidente do Aero Clube afirma que «hoje, muitos deles são comandantes de companhias aéreas e a operar em companhias de aviação».

«Para o Aero Clube de Leiria, Manuel Santiago era uma pessoa ímpar, de grande caráter, de grande valor, muito conhecedor da aeronáutica, foi também piloto da força aérea portuguesa, esteve em missões em Angola, era uma pessoa de grande experiência, de grande valor… Mas o que interessa aqui realçar, era o caráter humano que tinha, era uma pessoa amiga e sempre disponível para ajudar o próximo», afirmou Nelson Oliveira.

Catarina Correia Martins | texto
Jéssica Silva